O INMETRO no mercado de baterias

O INMETRO no mercado de baterias
Entenda as razões e os benefícios para o mercado

Para aqueles que não sabem, o INMETRO começou a ser traçado nas indústrias de acumuladores elétricos (baterias) em 2012. Mas qual o objetivo disso ter acontecido? Bem, antes de falar da realidade daquela época, vamos pensar um pouco no que é o INMETRO.

O INMETRO é um órgão brasileiro que tem como objetivo fortalecer as empresas nacionais, aumentando sua produtividade através da adoção de mecanismos destinados à melhoria da qualidade de produtos e serviços, bem como através do apoio ao desenvolvimento de inovações tecnológicas. Desta forma, adota como sua missão a promoção da qualidade de vida do cidadão e a competitividade na economia brasileira, por meio da Metrologia e da Avaliação da conformidade.

Em 2012 e nos anos anteriores, algumas indústrias de bateria se uniram para discutir sobre as informalidades do mercado, ressaltando a existência de diversos fabricantes que não agiam corretamente no processo produtivo e nas relações com seus clientes. As baterias tinham o peso adulterado, amperagens divergentes, rótulos e etiquetas de identificação enganosos, além dos chamados “reformadores de baterias”, isto é, reaproveitavam componentes usados nas baterias e as vendiam como novas. Foi contra essa prática que as empresas que trabalhavam corretamente se uniram para criar a Portaria de Avaliação, fazendo com que apenas quem tivesse este selo de conformidade pudesse comercializar de forma legal os seus produtos.

Para reforçar a necessidade de garantir a qualidade nos processos e produtos, após 2 anos entrou em vigor duas portarias: a de nº 361 e a 299 que foram publicadas em 2012, vigorando a partir de 2014. Desde então, essas portarias trazem procedimentos de penalidade às empresas que têm produtos fora dos padrões INMETRO. Quando identificado a não conformidade, os produtos são retirados do mercado imediatamente.

O feito foi bom para os consumidores e também para as indústrias que já trabalhavam com qualidade em seus produtos e que realmente entregavam aquilo que estava descrito em seus rótulos e etiquetas. Isso favoreceu as empresas menores, pois o mesmo selo de conformidade dado às marcas mais famosas, trouxe um valor maior à sua marca e agregou valor junto ao consumidor.

Lucas Funari

Coord. Garantia da Qualidade - Rondopar


Voltar para blog...